Friday, December 29, 2006

O ouro nosso de cada dia.

Foto de Sebastião Salgado, Serra Pelada- Brasil 1986
"Não há de tão extravagante como deixar morrer um número incontável de homens para tirar do fundo da terra o ouro e a prata: esses metais por si mesmos absolutamente inúteis, e que só são riqueza porque os escolheram para serem os seus símbolos."
in "Cartas Persas", Montesqieu (1721)

8 comments:

Anonymous said...

Cartas Persas de Montesquieu é muito actual.Este livro despe-nos de muitos preconceitos e faz-nos reflectir sobre o que é realmente o género humano... independentemente dos costumes e culturas.
Graças a este post fui buscar "Cartas" que comprei e li em 1996 : )) e há mt andavam esquecidas. (nefertiti)

Tamodachi said...

Também estou a gostar muito de ler e a cada página que passa ainda estou mais fã. E tens razão, faz-nos reflectir e muito, nem que seja como é que um pensamento tão simples e claro se perde assim no tempo, sem que se faça aproveitamento dele. Enjoy again ;)

nefertiti said...

achei algumas partes bastante bizarras! De repente lembro-me do eunuco...

Tamodachi said...

AHAHAAHAHAHAHAHAHA, sim as partes dos eunucos e das viagens das mulheres, em que elas são enfiadas em caixas (lembras-te?), são bizarras...e também há partes com as quais não concordo própriamente, mas essas são raras.

Fidélio said...

E que tal escolhermos como símbolos de riqueza outros "materiais"? Já me estou a rir. Por exemplo: ESTRUME (havia de ser lindo! todos quereriamos ser pobres), CHUMBO (pensa no que seria teres de carregar o teu dinheiro na rua), ou até mesmo SEXO (sim SEEEEXO desenfreado, aqui e ali, por cima e por baixo, ao lado e ao longe... quantos Bill Gates não existiriam por aí!!!).

Vá, deixemo-nos de gracinhas parvas. A título de curiosidade, existem muitas experiências de dinheiro dito "alternativo". O tempo e a troca por exemplo. Não encontro o link, mas sei que existem formas de riqueza associadas a estes dois elementos. Por exemplo: trabalhas 3 horas a cortar relva e isso vale 1 hora de passar a ferro. Podes trocar essa hora de passar a ferro por comida ou bens materiais. Etc, etc. Infelizmente não me recordo do nome deste movimento, nem sequer dos links que tinha visitado.

Mas aguarda uns aninhos, e poderás tu Tamodachi escrever no lugar do Montesquieu: "Não há nada de tão importante como deixar morrer um número incontável de homens para tirar do fundo da terra esse bem essencial que é a água. Este líquido por si mesmo absolutamente indispensável à sobrevivência da espécie, e que só é riqueza por o homem não lhe ter atribuido durante séculos o seu real valor" (by Tamodachi, in "Cartas Desidratadas").

É triste mas para lá caminhamos. E aí, qual ouro, qual prata, qual petróleo que acabou...

;-)

Dirim said...

Fiélio: acho que te referes ao Banco de Tempo: http://www.graal.org.pt/index_ficheiros/Bdt_func.htm

Tamodachi said...

Sim, é o Banco do Tempo, vi uma reportagem sobre isso.
E sim Fidélio, as pessoas têm dificuldade em atribuir o real valor às coisas, atribuindo sempre o valor errado a tudo.
E nas minhas "Cartas Desidratadas" irei também escrever que houve tempos em que as pessoas achavam que cortar árvores, incendiar florestas, matar espécies, desperdiçar água, poluir a atmosfera é que era rentável e lhes trazia a felicidade, até que vieram a descobrir que respirar e beber por exemplo, não se faz atravéz do dinheiro que se ganha...
E a todos que defendem a Vida, reciclem, poupem água, usem o minímo de energias não renováveis, porque isso é que é defender a Vida, não só de alguns, mas de Todos (presente e futuro), incluíndo os animais, que apesar de serem considerados irracionais, são mais espertos que nós, não poluem, e ainda contribuem para o equilíbrio do Ecossistema. Já o mesmo não se pode dizer de nós, Humanos...

Tamodachi said...

Ps- Bem, ainda há povos em que a riqueza está nos animais que se tem, nos filhos que se fazem, em penas, em conchas, e mais não me lembro.
Se aqui se aceitassem conchas ou penas, eu era rica, já se fossem filhos ou animais, acho que o meu Sasha e o meu Micho não me iam dar muita riqueza. Já dores de cabeça...
Em relação ao Sexo, tenho a impressão que já é uma fonte de riqueza para algumas pessoas, mas eu ainda não vi dinheiro nenhum... AHAHAHAHAHAHAHAHAHA