Friday, June 30, 2006

Não se preocupem comigo: também tenho a verdade. Tenho-a a sair da algibeira de um prestidigitador. Também pertenço... Ninguém conclui sem mim, claro, E estar triste é ter ideias destas. Ó meu capricho entre terraços aristocráticos, Comes açorda em mangas de camisa no meu coração. Álvaro de Campos (1929)
Imagem de Ana Haterly

4 comments:

Lueji said...

Sublime, o poema.

Dirim said...

Indeed, querida, indeed :)

Anonymous said...

Todos temos uma verdade! Agora resta saber qual é a mais verdade...

manu said...

kual foi o critério de escolha? a imagem escolheu o texto ou o texto escolheu a imagem?