Wednesday, March 29, 2006

O valor da virgindade...

Li a notícia com uma estupefacção no rosto e na mente... falava das atenuantes concedidas pelo Supremo tribunal italiano a um homem de 40 anos, acusado de violar a filha - de 14 anos - da sua companheira.

Ele terá, sob a ameaça de violência, forçado a menor a fazer-lhe sexo oral. E tinha sido condenado, em 2001, a uma pena de três anos e quatro meses.
No recurso, o Supremo considerou que:

«os danos causados pela violência sexual são menos graves se a vítima já teve relações sexuais com outros homens antes do seu encontro com o violador»

Esqueceram-se os senhores juízes, com certeza por ingenuidade, e não por má fé, que uma coisa é ter relações sexuais com outros homens (ou mulheres) antes de uma violação. Outra, muito diferente, é ser obrigada a manter qualquer tipo de relação sexual forçada... - seja a pessoa forçada freira ou prostituta - por alguém (que tinha 40 anos) que ela (ela que, tinha 14 anos à data dos acontecimentos) conhecia, que vivia na mesma casa, e que só por acaso, era o companheiro da mãe. Triste (ou revoltante) que ainda hoje, as vítimas (sejam elas mulheres ou homens) sejam penalizadas e julgadas em casos de violação. Como se o que estivesse em causa fosse a castidade e pureza das vítimas e não o acto d@ agressor.

4 comments:

Woman Once a Bird said...

É a perversão completa... vítima pela segunda vez, rasgada na sua integridade, porque alguém decide que amar é o mesmo que arrancar.

horvallis said...

Um vergonha !

jose said...

de facto é uma vergonhoso. e revoltante pensar que vivemos num mundo em que se coabitam todas estas diferentes coisas, cada uma mais preversa que a outra. enfim...

Nefertiti said...

que irracionalidade! Uma realidade nojenta!!