Sunday, December 17, 2006

Top Manias

Mais um que veio pela Horvallis. Se bem que, a nossa querida WOAB já me tinha contemplado com semelhante pedido, corria o mês de Fevereiro do ano que agora termina. Não é fácil para mim elencar as manias que tenho. Ainda assim, consegui reconhecer duas nas que a Horvallis identificou nela própria: 1. a dispersão, que nos leva a (no meu caso) a acreditar que consigo fazer dezenas de coisas em simultâneo, acabando por nada fazer; 2. a repetição (até à exaustão) de uma música que se goste. Suspeito mesmo ter criado algumas inimizades junto d@s vizinh@s, aos quais, estou certa, ultrapassa a compreensão para quem insiste horas (ou dias...) numa só faixa de um CD. 3. Do lado do blogue que já foi seu reconheço o sublinhar os livros (antes, transcrevia as frases que mais gostava em cadernos que tinha para o efeito) - mas só com lápis, ou pelo menos, muito raramente com esferográficas. 4. Queimar incenso nos vasos das plantas. 5. Dizer certas palavras ou expressões noutros idiomas.

5 comments:

Fidélio said...

É tão difícil identificarmos os nossos próprios defeitos, manias e/ou vícios. A auto-crítica é uma Arte que poucos sabem manusear, até porque, como dizia (e bem) a A. Lambert "vivemos com os nossos defeitos como com os cheiros que temos: não os sentimos, eles só incomodam os outros"...

Dirim said...

Vá Fidélio... não te acanhes...estou certa de que a auto-crítica é arte que não te passa ao lado ;-) diz lá de tua justiça :)

Tamodachi said...

Eu tenho manias terríveis, e a Dirim é testemunha disso.
Uma das manias piores que tenho é abrir a boca para dizer disparates que, incompreensívelmente, os outros fazem ou seguem sem pensar. Exemplo: "Sim, salta que isso não tem água"; resultado : o pobre desgraçado que saltou para dentro do tanque ficou com água até aos joelhos.
Tenho a mania de acumular loiça no chão do meu quarto. Daqui consigo ver um copo, uma caneca e vários pratos que usei para comer torradas, uma tigela de comer os cereais com uma caixa de iogurte lá dentro com a respectiva colher. Também acumulo muitos papéis, revistas, postais, e objectos que não servem para nada, mas que eu acho piada. Tudo isto se acumula no chão ou na secretária, de maneira que muitas vezes já não tenho por onde passar, ou não tenho espaço para pousar os braços e escrever, como me está a acontecer agora.
Tenho a mania de não fumar os cigarros até ao fim, o que a Dirim acha um desperdício.
Tenho a mania de adormecer com a televisão ligada, especialmente no canal Cartoonnetwork.
Tenho a mania de estar sempre a lavar as mãos.
Tenho a mania de atormentar o meu gato, e ele de me atormentar a mim.
De resto partilho das mesmas manias da Dirim, excepto sublinhar livros e queimar incenso nos vasos das plantas.
Se me lembrar de manias piores regresso, o que também é uma mania que tenho, a de regressar ;)

Ps- e nisto fiz uma pausa para atormentar o meu gato.

Lueji said...

Com a Dirim, partilho, parcialmente as manias dos pontos 2 e 3. Sobre o ponto 5, só tenho a dizer:
- Whatever!
:)

Lueji said...

Note-se que falta uma vírgula depois de "parcialmente", no post anterior. Mil perdões.