Wednesday, December 21, 2005

O tempo e eu

É por isso que gosto do meu trabalho. Vou sempre descobrindo escritos interessantes, como este, do são-tomense Aíto Bonfim:
"Apaga-se a luz, acende-se a luz, reapaga-se a luz, reacende-se a luz numa frequência tão atroz que perco toda a energia cerebral e vejo as páginas do livro do tempo arrancadas e lançadas ao vento. E quando procedo à síntese, o futuro transforma-se em passado, o passado em presente e o presente em futuro. E fraqueja-me o intelecto para coordenar tantas páginas e posicioná-las correctamente no tempo."

4 comments:

samari said...

como se chama o livro?

Lueji said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Lueji said...

O Suicídio Cultural.

Dirim said...

Com suicídio ou não... é, de facto, um belíssimo excerto! Obrigada pela partilha :)