Sunday, February 04, 2018

Tanta coisa mudou, Thierry


Escrevo-te sabendo que estas palavras não te chegarão.

Pensei em escrever-te para o mail. Para aquele de onde, por vezes, me respondias com notícias tuas. Daquele de onde agora ecoa o silêncio da tua morte.

Ecoa ainda no meu pensamento o teu terror da luz, do sol que te queimou o corpo. Ecoa ainda o teu entusiasmo pelos projetos e depois... o silêncio de novo.