Tuesday, June 08, 2010

Frequentemente não entendiam a sua curiosidade, levavam-lhe a mal as suas perguntas - não estavam habituados a que quisessem saber: "mais vale a conversa vazia de circunstância do que verem-se obrigados a olhar para si próprios, a reflectir-se no espelho das suas palavras". Era incompreensível a sua curiosidade pela natureza humana.

2 comments:

Lueji said...

Gosto da tua curiosidade e perspicácia. Aliás, és a segunda pessoa mais perspicaz que conheço! :)

Dirim said...

:)