Sunday, March 16, 2008

A verdade é esta: gosto de ouvir conversas alheias. Se calhar é feio, não sei, mas gosto na mesma. Há algumas tão sem sabor, mas há outras divertidas. E geralmente prefiro as das pessoas mais velhas. Há uns dias, as senhoras que corriam ao meu lado conversavam animadamente. Não percebo bem como conseguem correr e falar ao mesmo tempo, mas pronto. Uma contava à outra que a filha estava casada, muito bem casada, muito feliz. Que o moço que elegera era bom rapaz. Que tinham namorado anos infinitos. Que se davam muito bem. Que ainda não tinham filhos, por opção. Que foi o destino que os uniu. Sim, porque quando foram à conservatória pedir o registo de nascimento de ambos, constataram que o nome dos dois estava na mesma página. Unidos desde (quase) o primeiro dia, portanto. Não é lindo o amor?

3 comments:

nefertiti said...

as conversas são histórias, eu gosto de histórias.

Mr. Lekker said...

De facto, uma bela história. Isn't this a small world...

Esplanando said...

É uma história bonita, sem dúvida!