Friday, March 07, 2008

Matinalmente

Agarro na chávena de café a escaldar e levo-a comigo para a janela. Gosto de beber café à janela, de manhã, e ver o que se passa lá fora.

Num outro prédio, não tão próximo quanto isso, alguém está a fazer exactamente o mesmo que eu. A observar a rua e o dia que começa. Vê-me e, como se a minha fealdade incomodasse, recolhe-se apressadamente.

Eu volto para dentro. Agarro em mais uma bolacha, volto para a janela e penso em como é deliciosa essa bolacha, precisamente essa, e em como o dia está bonito lá fora.

No comments: