Monday, January 08, 2007

Para Ti, Dirim!

Quando eu nasci, Ficou tudo como estava. Nem homens cortaram veias, Nem o Sol escureceu, Nem houve Estrelas a mais... Somente, Esquecida das dores, A minha Mãe sorriu e agradeceu. Quando eu nasci, Não houve nada de novo Senão eu. As nuvens não se espantaram, Não enlouqueceu ninguém... P'ra que o dia fosse enorme, Bastava Toda a ternura que olhava Nos olhos de minha Mãe... Sebastião da Gama

3 comments:

Dirim said...

:)

nefertiti said...

Parabéns! Muitos anos de vida com mt saúde. Bjinhos

samari said...

Eu tb queria ter dito isso nesse dia. Sinto-o agora :-)