Monday, December 25, 2006

Será nosso DIREITO? Sim!!!

"Contribuir com os meus impostos, para abrir clínicas de aborto, não!" Ó meus Senhores e minhas Senhoras... Francamente!!!! Que campanha ridícula é esta? Se me dissessem: "Eu, contribuinte, estádios de futebol é que não pago!!!", ou, "Eu contribuinte, BMWs ao Governo é que não pago!!!", isso seriam campanhas merecedoras de atenção e até de prémios, mas não em relação ao aborto... Tenhamos consciência!!! Sejamos realistas meus Senhores e minhas Senhoras! Nós, Portugueses, pagamos imensas coisas que fazem revoltar o espírito mais forte, mas muito poucos espíritos de bom senso se manifestam, e no entanto, em relação a isto, toda a gente, faz um escândalo. Tenhamos decência!!! Eu e qualquer mulher, como Cidadãs, cumpridoras dos nossos deveres sociais, pagadoras dos nossos impostos, que descontamos para a Segurança Social, temos DIREITO à Saúde gratuitamente, pois é para isso que PAGAMOS! Com esta campanha, estão a dizer-me que, se eu, ou qualquer outra mulher, quiser fazer um aborto, em local público (entenda-se hospital ou clínica), em condições humanas, e porque é, e volto a repetir, nosso DIREITO ter acesso à Saúde, não o podemos fazer, porque o contribuinte em geral não nos quer pagar o aborto? É isso que nos estão a dizer? Uso este exemplo: e se eu, contribuinte, disser NÃO aos estádios de futebol que são construídos para Clubes que "compram e vendem" jogadores por fortunas, e que alegam não ter dinheiro para pagarem, eles, os seus impostos e os seus descontos? Estádios pagos por todos, que apenas alguns usufruem, e que fazem muito poucos enriquecer? Onde é que nós, os contribuintes, colocámos esse cartaz? Mais um: e se eu, contribuinte, não quiser pagar os cursos que são necessários frequentar, para que se tenha acesso ao Redimento Minímo Garantido? Porque há pessoas a beneficiar desses curso que não os põe em prática. E nós, contribuintes pagamos, não um, nem dois, mas vários cursos a pessoas que não retribuem nada à sociedade, porque viver do R. M. G. é mais fácil! E as baixas fraudulentas? E os falsos desempregados a receber Subsídio de Desemprego? Onde estão estes cartazes? Ou se eu, contribuinte, disser NÃO à renovação constante da frota de BMWs usados pelo Governo para se fazer transportar? Todos pagamos, só alguns usufruem. Onde é que estava o cartaz? Uso ainda este, e se eu decidir que, não querendo ter filhos meus, também não quero pagar a educação dos filhos dos outros que os querem? Onde é que eu posso pôr o cartaz? E porque é que nós, contribuintes que defendemos a Vida no seu geral, não EXIGIMOS medicamentos gratuitos para o Cancro, para o HIV/Sida, ou pílulas contraceptivas e preservativos gratuitos, ou mais hospitais, ou seja o que for que contribua para a VIDA realmente? Onde é que estão esses cartazes? Não façam é cartazes a dizer que não querem pagar um DIREITO que nos assiste enquanto Cidadãs. Tenham vergonha!!!

3 comments:

Dirim said...

Começo a achar que tens qualquer coisa contra a BMW... acho que também há uns quantos Subarus e Mercedes... és de que lobby? :) :) :)

Tamodachi said...

O meu lobby é DO CONTA!!!ahahahahahahahahahhahahahah
E o meu ódio automobilistico é Audi... a BMW foi só exemplo, afinal há que variar nas marcas. A próxima é a Mercedes ;)

Fidélio said...

E maiiiiiiii nada Tamodachi!
É assim mesmo.
Esse pseudo-defensor da vida melhor teria feito em ficar calado. Para mim são TODOS uns moralizadores da treta, uma espécie de pregadores do "façam aquilo que eu digo, mas SOBRETUDO não façam aquilo que eu faço" (ou seja não abortem, mas deixem a minha filha católica e apostólica que se droga, que bebe, e que é FODIDA por tudo quanto é gajo na cidade, fazer todos os abortos que quiser em paz).
Amen.